Saque das contas inativas do FGTS é opção para quitar entrada de financiamento

 

Justamente naquele momento em que a casa estava da maneira que você sonhou, com os móveis e decoração perfeitos, distribuição dos cômodos adequada ao seu estilo de vida, o proprietário decidiu romper o contrato de aluguel e pedir o imóvel de volta. Quem já passou por esta situação sabe que, além de não haver nada que se possa fazer para impedi-la, também é complicado ter que lidar com a frustração de se empacotar uma mudança e sair em busca de uma nova residência.

A locação no geral é uma escolha baseada na ideia de que financiamentos são difíceis de se quitar – mas será que a realidade é mesmo essa? Será que fica realmente mais barato pagar mensalmente um valor para habitar algo que sempre pertencerá a outra pessoa ao invés de empregar seus rendimentos em algo próprio?

Comprar um imóvel é adquirir um patrimônio. E, quando se pensa no bem-estar e estabilidade almejados para a família, possuir um bem deste porte é significativo, já que é algo que trará estabilidade financeira para gerações a fio. Além disso, quando se compreende que adquirir a casa própria pode significar também desfrutar de uma possível valorização dela no futuro, o cenário começa a ficar ainda mais atraente.

Como se isso não bastasse, é importante ressaltar que o caminho até o imóvel financiado vem ganhando cada vez mais facilitadores. Funcionários que encerraram um contrato formal de trabalho até 31 de dezembro de 2015, por exemplo, que tiveram o saque das contas inativas do FGTS liberados pelo governo em março de 2017, podem utilizar este valor como um modo de pagar a entrada de um investimento que trará benefícios a longo prazo para toda a família, gerando a segurança financeira tão necessária para uma vida tranquila e em harmonia.

Quando se investe na casa própria, algumas das grandes vantagens são, por exemplo, a possibilidade de realizar reformas e personalizações sem que seja preciso consultar ninguém, a ausência de custos com mudanças a cada término de contrato ou reajustes em seu valor, bem como zero risco de despejo em caso de atraso no pagamento ou mesmo de se ter desentendimentos com o proprietário, algo relativamente comum no universo dos inquilinos em geral.

Outro benefício é quando o imóvel adquirido fica localizado em um bairro não muito valorizado, mas que, devido ao desenvolvimento da região, estabelecimento de comércio, linhas de transporte e construção de escritórios que ocorrem com o passar do tempo, acaba por se transformar em uma localidade valorizada, o que gera conforto no caso de se permanecer morando no imóvel, ou ganhos maiores no caso de venda da propriedade.

Fonte: MRV

ATENÇÃO!
Comprar imóvel com Corretor de Imóveis regularizado é mais SEGURO! Consulte meu CRECI:
http://www.creci-rs.gov.br

DIGITE: 51288 ou meu nome PIERRE XAVIER

Acompanhe-nos:

FACEBOOK > bit.ly/face-pierreimoveis

YOUTUBE > bit.ly/youtube-pierreimoveis

INSTAGRAM > bit.ly/insta-pierreimoveis

TWITTER > bit.ly/twitter-pierreimoveis

LINKEDIN > bit.ly/linkedin-pierreimoveis

SITE > pierreimoveis.com

Pierre Xavier

Corretor de Imóveis | CRECI RS 51288
O Compromisso de um Bom Negócio!
51 99336.2204 WhatsApp

Comentários

Comentários