Categoria: Você Sabia?

Você Sabia? #5 Como construir sozinho uma casa feita apenas de pallets?

Nós da Pierre Imóveis adoramos os posts do site Incrível club. Confira conosco mais um excelente conteúdo trazido por eles. Geralmente, pallets de madeira são usados para transportar e armazenar mercadorias. Mas, como temos mostrado aqui no Incrivel.club, eles podem também ser usados para fazer móveis, piscinas, terraços e até mesmo… casas! Inicialmente, este tipo de residência foi pensado para funcionar como abrigo temporário para pessoas que perderam suas casas, mas a realidade é que podem muito bem servir como ótimas casas de campo. Seguem alguns exemplos de casas feitas com pallets, além de dicas para a escolha de material e para a construção. Todos os anos, o mundo descarta milhões de pallets e, por isso, sua reciclagem é um grande benefício, tanto para a natureza quanto para as pessoas que não têm condições de construir com materiais caros. Levantar uma casa de pallets não leva muito tempo. Como esta matéria-prima é feita de madeira resistente, como de pinheiro, pode suportar um peso de até 1 tonelada. Com a construção adequada e todos os acessórios necessários, as casas de pallets ficam acolhedoras e funcionais. Além disso, podem ser construídas com a técnica de módulos, ajustando-se às necessidades de cada família ou às particularidades climáticas de cada região. Inclusive, há casos de aposentados que construíram casas de pallets em apenas um mês e meio. Uma delas ficou tão resistente que aguentou a passagem de um furacão sem sofrer um dano sequer. Etapas de construção: Seleção de materiais. Para construir uma pequena casa de campo, você precisará de cerca de 120 pallets. A questão é: onde encontrá-los? De maneira geral, grandes armazéns os vendem a preços bem acessíveis, quando não dão gratuitamente.. Vale a pena levar em consideração que nem todos os pallets são aptos para serem usados em construções....

Continue lendo

Você Sabia? #4 Qual o piso ideal para cada ambiente da casa?

Cada ambiente do imóvel combina com um determinado revestimento e é preciso considerar esta questão na hora de definir os pisos de cada área. São diversos tipos, cores e tamanhos existentes no mercado e, por isso, a escolha pode ser mais complicada do que parece. Algumas orientações básicas ajudam a esclarecer dúvidas e evitar escolhas inadequadas que possam gerar transtornos. Entre os diversos tipos de piso estão o laminado, o vinílico, o porcelanato, granito e muitos outros, mas escolher entre eles pode não ser uma tarefa tão simples. Isso porque cada ambiente combina mais com um determinado tipo e, como esse é um investimento que deve durar por anos, fazer a escolha errada pode acarretar em muita dor de cabeça. “A escolha do piso vai variar muito do gosto de cada morador, mas é preciso estar atento a alguns detalhes para não se arrepender. Alguns revestimentos não servem para determinados tipos de ambiente, como os de madeira para a cozinha”, explica a arquiteta da Praquemarido, Cristiane Sita. A especialista afirma que não se deve definir um tipo apenas pela estética, também é preciso pensar na funcionalidade. Os pisos de madeira, por exemplo, não devem ser colocados em áreas molhadas, pois não absorvem a água por completo, o que pode causar estragos – a menos que passem por um tratamento adequado para que isso não aconteça. Antes de escolher o...

Continue lendo

Você Sabia? #3 Você sabe o que é o INCC?

É o Índice Nacional de Custo da Construção, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas. Tem a finalidade de apurar a evolução dos custos das construções habitacionais.  Usualmente é utilizado para correção dos contratos de compra de imóveis, enquanto a obra está em execução. A apuração abrange materiais e equipamentos, serviços e mão-de-obra da construção. Atualmente a coleta de dados é feita em 7 capitais do Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília). Histórico – O INCC foi divulgado pela primeira vez em 1950. De inicio, o índice cobria apenas a cidade do Rio de Janeiro e sua sigla era ICC (Índice de Custo da Construção). Nas décadas seguintes, a atividade econômica descentralizou-se e o IBRE (Instituto Brasileiro de Economia) passou a acompanhar os custos da construção em outras localidades. Além disso, em vista das inovações introduzidas nas técnicas de construção, o ICC teve que incorporar novos produtos e especialidades de mão de obra.Em fevereiro de 1985, para efeito de cálculo do IGP (Índices Gerais de Preços), o ICC deu lugar ao INCC. Fonte: Portal IBRE – Fundação Getúlio...

Continue lendo

Você Sabia? Quais frutas são permitidas e proibidas para cães?

Descubra quais frutas podem ou não ser oferecidas ao seu cachorro! Ao contrário do que muitos tutores pensam, os cães domésticos podem comer frutas. Os cães são carnívoros por natureza, porém podem usufruir de uma boa fruta fresca. Como os cachorros, em certas ocasiões, não possuem uma seletividade tão aprofundada, podem ingerir sementes ou cascas (de algumas frutas), fazendo com que, em alguns casos, aconteça uma indigestão, consequentemente afetando sua saúde e o seu bem estar. É importante ressaltar, que não é indicado que os cães se alimentem somente de frutas, pois pode não suprir as exigências nutricionais do animal. Não é todo tipo de fruta que seu animal pode consumir. Existem frutas que não são indicadas para os cães. Assim como nós, os animais podem apresentar alergias a certas frutas, mesmo tendo sido indicado o seu fornecimento. As frutas devem ser escolhidas conforme o estado de saúde de que seu animal goza no momento, pois existem algumas alterações no organismo, que o uso indiscriminado de algum tipo de nutriente pode agravar, piorando o quadro clínico. É importante que o médico veterinário seja consultado para uma dieta correta, de acordo com a saúde do animal. A administração de frutas para a dieta de um animal é um assunto polêmico. É sempre indicado que os tutores levem seu cão para uma consulta com o médico veterinário de sua confiança. Não...

Continue lendo

Você Sabia? #1 Entenda como funciona a cobrança do seu condomínio!

Em nossa nova série “Você Sabia?” abordaremos dúvidas do cotidiano no mercado imobiliário e afins. Hoje abordaremos o tema quota condominial e sua cobrança de forma desequilibrada em muitos condomínios que possuem unidades com áreas privativas diferentes. Para propiciar uma boa convivência é fundamental que o condomínio tenha uma regulamentação acertada quanto à divisão das despesas, pois cobrar acima do que a unidade consome ou tem à disposição se mostra injusto. A cobrança desequilibrada da quota de condomínio é facilmente constatada nos condomínios com unidades diferenciadas, como coberturas e apartamentos térreos que pagam muito mais que os apartamentos tipo, apesar de utilizarem as áreas comuns da mesma maneira. Tal anomalia também ocorre em muitos edifícios comerciais compostos por salas e lojas térreas. Infelizmente, poucos profissionais têm domínio do conceito de fração ideal e assim vemos administrações impondo o rateio das despesas com base nela, que apesar de ser legal, em alguns casos, resulta em cobranças ilógicas. Nenhuma lei revogou a matemática ou autoriza lesar o vizinho. É imoral a maioria composta pelas unidades menores se unir para impedir a alteração da convenção aproveitando-se do fato de ser necessário o quórum de 2/3 dos condôminos. É lamentável percebermos os reflexos que geram conflitos quando o assunto exige a compreensão de cálculos e a interpretação das leis, sendo esses os pontos básicos para entender as regras que envolvem um condomínio e o rateio. Diversas...

Continue lendo

O autor

PIERRE XAVIER

PIERRE XAVIER

Corretor de Imóveis | Apaixonado pela VIDA, FAMÍLIA, ESPOSA e PROFISSÃO. Amo ser Corretor de Imóveis! #abr4çográtis hehehehehe É "abr4ço" com "4" mesmo! 😉 Quer saber o porquê? Pergunta!Saiba mais...

CONTEÚDO VIP!

CASA OU APARTAMENTO, O QUE VOCÊ PREFERE?CLIQUE AQUI, temos mais de 1.200 opções!
+ +

Receba nosso Conteúdo VIP!

Assine nosso blog gratuitamente, receba diversos materiais e atualizações em primeira mão.

Cadastro efetuado com sucesso!